Para o garoto que eu ainda vou amar

23 novembro

Para o garoto que eu ainda vou amar

Oi, a gente ainda não se conhece e eu não faço ideia de qual seja o seu nome. Não sei onde nos vimos pela primeira vez, quantos anos você tem ou a cor do seu cabelo, mas se você esta lendo essa carta provavelmente você entrou na minha vida de alguma forma e conseguiu me conquistar. Certa vez eu fiquei meio louca e escrevi cartas para os meus ex namorados e essa noite eu pensei: por que não escrever uma carta para o meu futuro namorado?

Não foi fácil chegar até aqui, admito. Até uns dias atrás só de pensar em me relacionar com alguém de novo me dava um frio na barriga - bem distante da sensação de borboletas no estômago. Algumas pessoas erradas passaram pela minha vida e me deixaram assim (ou seriam pessoas certas para construir a mulher que sou hoje?). Com o tempo eu vejo que não fui a única que passou por isso: cada vez mais conheço garotas que viveram ou ainda vivem um relacionamento abusivo, onde o cara é tão escroto que ainda faz a gente se sentir culpada por estar vivendo aquilo.

Eu não vou aceitar que você controle minhas roupas e nem minhas amizades. Eu não vou aceitar que você controle os lugares que eu vou ou deixo de ir e as fotos que eu posto no meu instagram. Milhares de mulheres lutaram e morreram para que eu pudesse pensar assim e escrever esta carta hoje, não vou ignorar as conquistas delas e muito menos privar a minha vida por conta de alguém que acabou de chegar.

Sempre que sentir ciúmes eu quero que se lembre que existem 7 bilhões de pessoas no mundo e entre todas elas eu escolhi você, isso não é o suficiente? Se fosse para eu ficar com um amigo ou um amor antigo eu nem teria o trabalho de te conhecer, de entrar no seu mundo e de escrever esta carta.

Eu não tenho certeza se quero casar - esse sonho morreu há um tempo atrás - mas podemos pegar a grana da festa e viajar o mundo. Eu também já escolhi o nome dos nossos filhos: Henri e Helena (se tivermos mais de dois eu deixo você escolher o nome dos próximos ok?). 

Eu sou meio mandona e gosto das coisas do meu jeito, mas se você for carinhoso consegue lidar com isso e até me fazer mudar de ideia. Eu não vou deixar você gritar comigo em nenhuma situação e em lugar nenhum, não quero passar por isso de novo! Você tem que gostar de bichinhos, eu amo gatos e cachorros, e saber que sou insuportável na TPM (mas nada que um chocolate - ou 100 - não resolvam). 

Por enquanto é isso que você precisa saber eu acho, por favor não seja um idiota e estrague tudo. E se terminarmos não saia se vingando e me difamando por ai, VOCÊ NÃO TEM ESSE DIREITO. Obrigada. 

🐼

You Might Also Like

1 comentários

  1. Aaaaawn. Mt bem Feeeer 👏👏👏👏👏 Eu passei pelo oq vc passou e agora estou em outro relacionamento. E esse cara que eu tô agora é oq me lembra que eu não posso me diminuir. Por causa do último relacionamento eu fiquei com a mania de me diminuir, como se a minha opinião não importasse como se eu fosse louca. É ele que me sacode e pergunta pq eu tô fazendo isso, que é pra parar com essa mania. Que a minha opinião importa e foda-se oq os outros pensam. Esses caras legais existem, e uma hora a pessoa certa vai chegar.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ♥